Invista nesta obra Missionária
Deposite uma oferta

Agência 1034
Operação: 003
C/C: 2980-0

Dom, Jun 26, 2011
Os dois filhos da Superação
Nesta noite o Senhor quer tratar conosco acerca da cura das nossas lembranças.  Encontramos na Palavra de Deus, um homem chamado José, Governador do Egito, um homem bem sucedido, próspero e muito abençoado. Mas com ele chegou a esta posição de proeminência e honra? Na sua vida, o que você precisa fazer para superar os traumas, as aflições, os pesadelos, as desgraças? Como Deus pode te ajudar neste processo?
Nesta noite o Senhor quer tratar conosco acerca da cura das nossas lembranças.  Encontramos na Palavra de Deus, um homem chamado José, Governador do Egito, um homem bem sucedido, próspero e muito abençoado. Mas com ele chegou a esta posição de proeminência e honra?
 
1.      A vida de José
a.      Poucas pessoas na Bíblia passaram por tanta dor e tragédia quanto José - Gn 37-50.
b.      Passou por momentos de crises e rejeição e desprezo por parte dos seus irmãos;
c.       Sofreu 13 anos de angústias e aflições no Egito,
d.      Fui injustiçado e falsamente acusado pela mulher de Potifar;
e.      Foi esquecido por mais dois anos na prisão, após ser usado por Deus para revelar os sonhos do padeiro e do copeiro de Faraó – sofreu ingratidão
f.        A todos estes ingredientes podemos somar a tristeza, a solidão, a saudade da casa, a falta de perspectiva, a impossibilidade humana de mudar o quadro, tudo isso, podiam se constituir em um homem completamente revoltado e cheio de rancor.
g.      Mas não foi isso que aconteceu, pelo contrário, o que vemos em José é um coração isento de qualquer tipo de sentimento contra as pessoas que lhe fizeram mal.
h.      Ele não guardou no coração rancor ou revolta por tudo que sofreu, mas perdoou a todos, porque entendeu que tudo aquilo que sofreu era permitido pelo Senhor.
i.        Ele venceu porque viu a mão do Senhor operando em seu favor e não a intervenção das pessoas com quem conviveu.
j.        O segredo da vitória e do crescimento que o Senhor deu a José diante de todas as adversidades que passou, estão revelados nos nomes dos seus dois filhos;
k.       É interessante que o Senhor nos mostra aqui que os filhos de José nasceram antes do ano de fome começar. Mas quem eram estes filhos de José? Eles nasceram antes da fome começar sobre a terra.
 
2.      Manassés = Esquecimento = Que faz esquecer”.
a.      Naquele tempo os pais davam nome aos filhos de acordo com o significado do que estavam vivendo;
b.      José o chamou assim porque Deus o fez esquecer de tudo;
c.       Precisamos estar cheios do Espírito Santo para que quando vier o tempo da fome, o Senhor possa nos usar para alimentar aqueles que sentem fome do Senhor Jesus Cristo;
d.      Mas antes, é preciso que o Senhor nos faça esquecer tudo que passamos de ruim e do que tentaram fazer contra nós para nos prejudicar. Isto é o perdão de coração e não de palavras;
e.      Enquanto tivermos em nosso coração algo contra qualquer pessoa, mesmo que esta pessoa tenha feito algo terrível em nossas vidas, nunca receberemos o melhor de Deus;
f.        Às vezes passamos anos e anos guardando uma mágoa de uma pessoa que Deus usou para tratar conosco, e não percebemos isso; Quando não perdoamos e esquecemos, ao invés de crescermos, diminuímos. E o que é pior, resistimos à Obra de Deus nas nossas vidas e na vida dos outros. Para continuar é preciso deixar!
 
3.      Efraim = duplamente frutífero = próspero
a.      Deus o fez crescer na terra da aflição, aponta para a segunda fase da Obra de Deus na vida de José: o crescimento.
b.      Todas as adversidades foram superadas e esquecidas e Deus reverteu o quadro da vida de seu servo.
c.       Agora era chegado o momento da benção e da abundância;
d.      e nos dias da fome todos vinham a José para obter alimento, o qual agia com misericórdia por causa do que sofreu.
e.      O Senhor fez prosperar a José e ele cresceu muitíssimo. Tudo por causa do perdão e da misericórdia.
f.        O melhor do Senhor ainda está por vir (Jo. 16:33).
g.      Se José tivesse guardado no coração qualquer queixa contra o que sofreu e se deixado levar pelo sentimentalismo e pelo rancor, nada disso teria acontecido. Ele foi o instrumento de provisão numa época de intensa fome;
 
CONCLUSÃOSe “Manassés” não nascer em nós, “Efraim” jamais nascerá. Precisamos deixar o Senhor gerar em nós estes dois filhos, o que Deus faz a gente esquecer do que passamos e o que Deus nos prospera mesmo na terra da aflição.. O Senhor tem este mesmo propósito para com a sua igreja e cada um dos seus servos neste tempo. Ele quer realizar uma grande obra e te fazer crescer, mesmo em meio às aflições. Mas é necessário que você esqueça todas as más palavras e atitudes que alguém lhe tenha falado ou feito, e rejeitar veementemente toda e qualquer dissensão e contenda, para que a igreja e nós mesmos cresçamos, e a sua vida prospere.
AddThis Social Bookmark Button

Adicionar comentário

Os administradores do site, se reservam no direito de despublicar os comentários indevidos.


Código de segurança
Atualizar

Potenciado por Truthengaged